• CulturaEconomiaJundiaí

    ACE Jundiaí promove palestra com Mário Sérgio Cortella

    Evento marcou a retomada de eventos da entidade

  • Desde o início da pandemia do coronavírus, os eventos da Associação Comercial Empresarial (ACE) de Jundiaí estavam parados. Mas para celebrar a retomada das atividades e também o avanço do comércio, foi feita uma palestra mais do que especial com o filósofo, escritor e educador Mario Sergio Cortella.

    Cerca de 700 pessoas, entre comeciantes e empresários participaram da palestra “Da oportunidade ao êxito!” O presidente da ACE Jundiaí, Mark William Ormenese Monteiro abriu a palestra e comemorando muito a retomada.

    Créditos: Divulgação/ACE Jundiaí

    “Vocês não imaginam a minha alegria de estar aqui neste momento. É um orgulho iniciarmos esta retomada com o professor Cortella, um profissional que admiro muito”, celebrou.

    Mark reforçou os produtos e serviços da ACE que contribuem para o desenvolvimento dos empresários da cidade, entre eles, o grupo de networking Unace, que em meio à pandemia gerou R$ 4,5 milhões em negócios fechados. “E o que isso significa? Dinheiro no bolso do empresário!”

    Além disso, o presidente citou também as ações da Associação para estimular as vendas de Natal. Entre elas, a projeção mapeada da Catedral, que ocorrerá a partir do dia 1 de dezembro, o Natal na Kombi, que vai percorrer bairros, e o sorteio do carro Moby Easy 1.0. Ainda no palco Mark agradeceu a equipe de colaboradores da ACE, os conselheiros e à diretoria executiva, que foi representada no palco pelos diretores Orlando Fabrício, Gustavo Colturato e pela vice-presidente, Leandra Maia Diniz.

    A visita de Cortella

    Cortella, que chegou a Jundiaí antes das 7h e parou em uma padaria da avenida 9 de Julho para tomar café, ouviu o presidente da plateia. Poderia ficar no camarim aguardando o seu momento de subir ao palco. Só que ele pediu para ficar em meio ao público, na plateia.

    Já no palco, entre frases como “mudar é complicado, acomodar é perecer” e “na vida precisamos ser raízes, que nos alimentam, e não âncora, que imobiliza”, o professor fez uma referência ao poder de uma Associação Comercial para apoiar os empresários. “Quando há protagonismo e cooperação nas ações, as coisas deixam de ser difíceis.”

    Créditos: Divulgação/ACE Jundiaí

    Em uma hora de palestra, Cortella estimulou a reflexão sobre o atual momento e a necessidade das pessoas mudarem atitudes e comportamentos. Falou sobre o novo normal e a necessidade do desapego ao passado. “Não é porque você faz a mesma coisa há 20 anos que está apto a continuar fazendo, as coisas mudaram”, afirmou.

    Em outro momento o professor disse que o passado deve ser referência e não direção. “É preciso encontrar o vento oportuno, que leve ao porto, que faça você encontrar uma saída, um caminho.”

    O professor também revelou intimidade com Jundiaí e contou que esteve na cidade pela primeira vez em 1971. “O avô do meu filho era policial do primeiro Grupamento com moto e trabalhava na Anhanguera entre São Paulo e Jundiaí”.

    Outras atividades

    Além da palestra de Cortella, que apresentou um conteúdo de qualidade, a ACE ofereceu um café da manhã. Ela proporcionou aos participantes momentos de networking e oportunidades de gerar novos negócios.

    O Café Show da ACE teve patrocínio do Grupo Andreta, FQS Assessoria Contábil, Casa do Construtor, Laboratório Biológico, Colégio Elíseos, Memorial Parque da Paz, Sicoob, Dart Consulting, RS Café, Arte Final e apoio do Unianchieta, que prontamente nos cedeu este espaço, aos mantenedores e toda a equipe.

    LEIA TAMBÉM

    Nova Previdêncial Social chega à Câmara para votação

    Etiquetas
    Mostrar mais

    Artigos relacionados

    Deixe uma resposta

    Botão Voltar ao topo
    Don`t copy text!
    Fechar
    Fale conosco