Campo Limpo PaulistaPolícia

Polícia procura por mais suspeitos responsáveis pela morte de um taxista em Campo Limpo

O corpo dele foi encontrado com uma faca, além das mãos e pés estarem amarrados

Continuam as investigações sobre o caso da morte do taxista em Campo Limpo Paulista. O corpo dele foi achado com as mãos e pés amarrados, além de uma faca encravada no pescoço. O crime ocorreu no sábado (7) e uma pessoa foi presa.

A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí está à frente das investigações e os investigadores não descartam que mais suspeitos estejam envolvidos. O principal suspeito, que foi preso, roubou o carro e levou o motorista para um terreno baldio. O taxista foi esfaqueado no pescoço.

No momento da prisão, o suspeito estava na própria casa, com cartões e documentos do taxista. O homem foi levado para a delegacia, onde permaneceu à disposição da Justiça por latrocínio.

A irmã do homem que foi preso reconheceu que a faca usada no crime era da sua casa. Ela contou aos policiais que o investigado chegou no período da manhã em um carro, acompanhado com outro homem de cabelos grisalhos. Após ver a foto da vítima, a irmã reconheceu que era a mesma pessoa que estava com o irmão dela de manhã.

LEIA TAMBÉM

Homem suspeito de matar taxista em Campo Limpo Paulista é preso

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Don`t copy text!