• GeralJundiaí

    Carreata e buzinaço contra a fase vermelha em Jundiaí

  • Na manhã deste sábado, (6), centenas de veículos circularam pelas avenidas de Jundiaí em fila e com a buzina acionada. Os motoristas protestam sobre a decretação da fase vermelha no estado de São Paulo. A fase vermelha é a mais restrita da flexibilização da quarentena.  As restrições aumentaram para evitar a proliferação do covid-19. Nesta semana foram registrados recordes de pacientes internados e ocupação em UTIs em todo o pais. As imagens do protesto em Jundiaí foram feitas pelo Diretor de Marketing Ulisses Nutti Filho e enviadas ao Rede Noticiaz.

    atualizado no dia 06.03 – 19:50

    Acabamos de receber a informação, que além dos comerciantes contrários a decretação da fase vermelha no Estado de São Paulo, e em especial em Jundiaí, havia também na carreata integrantes da rede municipal de ensino. Duas professoras mandaram mensagens pela linha direta da Rede Noticiaz – (11) 9696 8 7000 – As duas Professoras não se identificaram, mas falaram que a carreata foi promovida pelos funcionários da educação municipal. Elas são contrarias a abertura das escolas neste período. Uma delas mandou um texto. Segue abaixo.

    ” Somos a favor da vida.
    Estamos vivendo uma realidade completamente diferente daquela que a gestão da educação mostra. Tem muitos profissionais afastados, com suspeita, alguns contaminados. Sou educadora. Não representamos nenhuma entidade, estamos lutando para que não haja ainda mais mortes. Não temos toda a proteção que a prefeitura fala que temos, por isso essa mobilização “

     

    Durante a semana o governador João Doria (PSDB) visivelmente emocionado e inconformado com a situação fez um pronunciamento criticando a postura adotada pelo presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) no enfrentamento à pandemia e na aquisição da vacina.

    “Estamos em São Paulo e no Brasil à beira de um colapso. Exige medidas coletivas e urgentes (…) Por este motivo nós estamos atendendo a recomendação do centro de contingência e reclassificando todo o estado de SP para a fase vermelha a partir das 0h de sábado”, disse Doria.

    A fase vermelha autoriza o funcionamento de padarias, mercados e farmácias. Mas também as escolas e igrejas, que foram incluídas na lista de serviços essenciais por meio de decretos estaduais. “As escolas da redes públicas estadual e municipal e da rede privada vão continuar abertas, e vão atender os alunos. Exatamente como estava previsto”, completou o governador.

    A alta de casos

    A mudança na classificação do estado ocorre para tentar conter o avanço da pandemia no país, após São Paulo bater recorde de mortos por COVID-19 e internados com a doença. Segundo o Plano São Paulo, as regiões de Araraquara, Bauru, Barretos, Presidente Prudente, Ribeirão Preto e Marília estavam na fase vermelha.

    Mas algumas prefeituras, como cidades do ABC Paulista e Campinas decretaram o chamado lockdown, onde apenas serviços essenciais podem funcionar e diversos espaços estão fechados. As novas medidas da fase vermelha pra todo o Estado é um pedido do Centro de Contingência do Coronavírus e dos prefeitos do estado, que se reuniram virtualmente.

    Entenda o que está permitido funcionar na fase vermelha
    • Farmácias
    • Mercados
    • Padarias
    • Açougues
    • Postos de combustíveis
    • Lavanderias
    • Meios de transporte coletivo, como ônibus, trens e metrô
    • Transportadoras, oficinas de veículos
    • Atividades religiosas
    • Escolas
    • Hotéis, pousadas e outros serviços de hotelaria
    • Bancos
    • Pet shops
    • Serviços de delivery ou entregas

    LEIA TAMBÉM

    UTIs lotadas podem elevar média de vítimas de covid-19

    Brasil tem segundo dia com mais mortes confirmadas

    https://www.campolimpopaulista.sp.gov.br/site/
    Etiquetas
    Mostrar mais

    Artigos relacionados

    Deixe uma resposta

    Botão Voltar ao topo
    Don`t copy text!
    Fechar
    Fale conosco