• Campo Limpo PaulistaJustiçaPolítica

    TRE mantém condenação do ex-prefeito de Campo Limpo Paulista

    Ele concedeu subsídio de R$ 2,4 milhões em ano eleitoral

  • O Tribunal Regional Eleitoral manteve a condenação da cassação dos direitos políticos do ex-prefeito de Campo Limpo Paulista, Roberto Antônio Japim de Andrade (MDB). Ele é acusado de subsídio e de promover a redução dos valores das tarifas do transporte público, em ano eleitoral.

    Segundo a ação foi movida pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT), os vereadores Ana Paula Casamassa de Lima (DEM), Antônio Fiaz Carvalho (DEM) e Jurandir Rodrigues Caçula (MDB), conhecido como Jura, votaram a favor da redução da tarifa de ônibus durante o período de campanha eleitoral de 2020.

    Em audiência virtual, o desembargador Neilton dos Santos justificou a manutenção da condenação do ex-prefeito de Campo Limpo Paulista. Segundo ele, ficou comprovado o benefício de subsídio de R$ 2,4 milhões e a redução dos valores do transporte público.

    A defesa explicou que fez a redução do preço das tarifas devido aos problemas financeiros que a cidade passava e buscou não prejudicar a população. Mas para os juízes, isso foi o mesmo que estimular as pessoas a saírem de casa, justamente no primeiro pico da pandemia. Na ocasião, a Covid-19 era a mais agressiva naquele momento.

    Assim, a votação foi unânime para que o recurso de Roberto Antônio Japim de Andrade fosse negado e a condenação seja mantida.

    LEIA TAMBÉM

    Ex-prefeito é multado e três vereadores são cassados

    https://www.instagram.com/prefeituradecampolimpopaulista/
    Etiquetas
    Mostrar mais

    Artigos relacionados

    Deixe uma resposta

    Botão Voltar ao topo
    Don`t copy text!
    Fechar
    Fale conosco