• Olimpíadas

    No quinto dia das Olimpíadas, Brasil não consegue medalhas, mas garante classificações

    Derrotas no tênis de mesa, no judô e no vôlei foram as mais doloridas

  • O quinto dia de disputas dos Jogos Olímpicos de Tóquio, Japão não foi muito bom para o Brasil. Além de não conquistar medalha acumulou derrotas que custaram o pódio, casos do tênis de mesa, com Hugo Calderano, tênis em duplas mistas, no judô com Maria Portela, após decisão polêmica ao não confirmar um wazari, derrotas na natação e na ginástica e no vôlei de quadra, onde o time masculino tomou 3 sets a 0 da Rússia.

    Mas nem tudo foi só desgraça para o Brasil. Até porque importantes classificações aconteceram. No tênis, por exemplo, a dupla Luisa Stefani e Laura Pigossi conseguiram superar as americanas Bethanie Mattek-Sands e Jessica Pegula, com parciais de 1/6, 6/3 e 10/6, vencendo de virada por 2 sets a 1. As brasileiras precisam de uma vitória apenas para faturarem uma medalha inédita na modalidade. Elas irão encarar as suíças Belinda Bencic e Viktorija Golubic.

    Outro feito importante foi na canoagem slalom, onde Ana Sátila passou para a semifinal com a quarta melhor marca no C1, canoa para uma pessoa. O melhor resultado da história do país é a sexta posição de Pepê Gonçalves em 2016. Nesta quinta-feira, Ana tem chances de brigar por um pódio.

    E no tiro com arco, Marcus D´Almeida venceu dois confrontos e já está nas oitavas de final, pelo menos igualando o melhor desempenho da história do país, que até então era só de Anne Marcele, nona colocada na Rio 2016. O Brasileiro segue na briga por medalhas.

    LEIA TAMBÉM

    Brasil vence a Arábia Saudita e se classifica no futebol olímpico

    https://www.instagram.com/prefeituradecampolimpopaulista/
    Etiquetas
    Mostrar mais

    Artigos relacionados

    Deixe uma resposta

    Botão Voltar ao topo
    Don`t copy text!
    Fechar
    Fale conosco