• Lar e ConstruçãoVinhedo

    Empresa garante serviço de regularização imobiliária em Vinhedo

    a regularização é necessária para que a moradia esteja de acordo com as regras da Prefeitura

  • Embora muita gente, ignore ou desconheça, mas ter a sua casa dentro das regras da regularização imobiliária é importante para que more com dignidade e sem riscos de multas. Além disso, o morador recebe em dia as correspondências e contas de pagamento. Em Vinhedo, uma empresa garante o serviço de regularização fundiária.

    Segundo o Ministério do Desenvolvimento Regional, cerca de 50% dos imóveis no país têm algum tipo de irregularidade, seja a falta de escritura ou na edificação em si. A informalidade não distingue níveis socioeconômicos: vai de casas populares a condomínios de luxo.

    A empresa Vivartte, informa que oferece aos proprietários de imóveis de Vinhedo e da Região, uma completa gama de serviços para diagnosticar os problemas e trazer a melhor solução para o cliente. Nela é feita a regularização e legalização do imóvel, desde a titularidade (fazer constar em matrícula o proprietário) até a documentação da casa, para que, em uma eventual comercialização do bem, o futuro comprador possa solicitar financiamento imobiliário.

    “Fazemos ainda a planta, todo o processo junto à prefeitura, cartório e companhia de saneamento básico para as regularizações e aprovações necessárias. Nosso ‘pacote’ de serviços inclui a documentação do imóvel e da edificação em todas as esferas, além de projetos de arquitetura, estudo de aproveitamento de grandes terrenos, venda de plantas prontas e reformas”, afirma Ana Paula Ferrari, diretora da Vivartte.

    Já o diretor da Vivartte, Fernando de Freitas fala dos cuidados necessários feitos. “Cuidamos de todas as etapas do processo, prestando serviços em Vinhedo, Louveira, Valinhos e outras cidades”.

    Importância da regularização

    Dois problemas para quem não está com seu imóvel regularizado são o risco da transferência tardia de titularidade incorrer em contratos particulares. Eles são firmados à época, hoje serem considerados obsoletos ou incompletos (inclusive inválidos, perante o município e registro de imóveis). Além disso, há a impossibilidade de financiamento bancário. As instituições exigem toda a situação regular. Outra ilegalidade comumente encontrada é um imóvel que não respeita os limites determinados pela prefeitura.

    A irregularidade na edificação também é passível de multas ao proprietário. Ela pode realizar a construção sem as devidas licenças emitidas, fato que pode ser agravado pelo avanço em uma área verde. Por exemplo, ou área permeável. Cada infração gera uma multa que encarece a regularização, podendo dificultar a venda e os investimentos na propriedade.

    Num contrato de compra e venda, a partir do momento que a pessoa que adquire o bem não leva a registro a transferência de titularidade ela está sujeita, inclusive, ao questionamento do real direito de propriedade na esfera administrativa ou jurídica. O cliente tem que ter a matrícula do imóvel em seu nome para que possa considerá-lo seu de fato.

    LEIA TAMBÉM

    Bairros de Campo Limpo Paulista recebem regularização fundiária

    Etiquetas
    Mostrar mais

    Artigos relacionados

    Deixe uma resposta

    Botão Voltar ao topo
    Don`t copy text!
    Fechar
    Fale conosco