• Saúde

    Gestantes que se vacinaram com a AstraZeneca podem tomar a segunda dose da Pfizer

    A autorização já tinha sido concedida no Rio e agora vale para São Paulo

  • O Governo de São Paulo liberou nesta quarta-feira (21) a imunização contra a Covid-19 da segunda dose da Pfizer para as gestantes e puérperas que foram vacinadas com a primeira dose da AstraZeneca. A nova medida será válida já nesta sexta-feira (23).

    Antes disso, o estado havia determinado que as cidades seguissem a orientação do Ministério da Saúde. Nela, a determinação era que grávidas e puérperas completassem o esquema vacinal 45 dias após o parto.

    A coordenadora do programa estadual de imunização, Regiane de Paula, explica que mais de 9 mil grávidas do estado tomaram AstraZeneca. Elas devem procurar os postos de vacinação na data marcada de sua segunda dose para receber a dose da Pfizer.

    Antes de São Paulo, a Prefeitura do Rio de Janeiro foi a primeira capital brasileira a adotar a combinação de imunizantes para completar o esquema vacinal das grávidas e puérperas que tomaram a vacina da AstraZeneca na primeira dose.

    A AstraZeneca foi suspensa para gestantes em maio, após recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Na ocasião, o motivo era por conta de uma “reação adversa”. Desde então, a orientação é de que as gestantes e puérperas recebam CoronaVac ou Pfizer na primeira dose.

    LEIA TAMBÉM

    Vacinação da AstraZeneca em gestantes dever ser suspensa

    Etiquetas
    Mostrar mais

    Artigos relacionados

    Deixe uma resposta

    Botão Voltar ao topo
    error: Site protegido !
    Fechar
    Fale conosco