• EducaçãoItupevaSaúde

    Combate ao Aedes aegypti é intensificado em Itupeva

    Chegada do verão e das fortes chuvas já mobilizam os agentes

  • O verão está cada vez mais próximo e com ele as chuvas intensas. O medo maior é o surgimento de casos de dengue, chikungunya, febre amarela e zika vírus provocados pelo mosquito Aedes aegypti. Em Itupeva, os trabalhos foram intensificados, especialmente nesta semana, onde vai rolar o Dia D de Combate à Dengue.

    Segundo a Secretaria de Saúde, por meio da Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ), em conjunto com a Secretaria de Educação, palestras abordando o assunto e a preservação ambiental para o controle do vetor Aedes aegypti, vem sendo promovidas. A atividade foi pela plataforma EducaItupeva e direcionada aos professores da Rede Municipal de Ensino.

    “A parceria entre as secretarias é muito importante para controlar a dengue. A UVZ conhece a cidade e as formas de controle. Enquanto isso, os professores têm mais informações para trabalhar o tema com os alunos, que se interessam muito e são grandes difusores de informação”, comentou a coordenadora da UVZ, Gilmara Breda.

    “É de extrema importância essa parceria. Nossos alunos estão recebendo as informações nas escolas e serão multiplicadores desse conhecimento na própria família, no bairro e na sociedade. Quando nos unimos somos mais fortes. Todos nós, inclusive nossas crianças, somos a esperança de um futuro melhor, conscientes e responsáveis por nossas ações”, ressaltou a coordenadora pedagógica do departamento de formação continuada, Kátia Segre.

    As atividades educativas também foram prejudicadas durante a pandemia e retornaram agora à normalidade. “Essas abordagens educativas vão continuar em 2022. As crianças são o nosso futuro e precisamos ensiná-las a combater a dengue, para que a cidade não enfrente novos surtos”, falou a médica veterinária, Jane Fraga.

    Mais ações

    Na semana do dia D de combate à dengue, a UVZ também fez coleta de pneus. “O intuito foi recolher pneus que estavam em vias públicas e demais locais. Tudo para que não sirvam de criadouro do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, Chikungunya, Zika Vírus e Febre Amarela Urbana”, explicou a coordenadora da UVZ.

    Durante toda a semana foram recolhidos mais de 100 pneus. Além disso, ocorreram apresentações de vídeos educativos nas UBSs e carro de som pela cidade.

    “A UVZ trabalha o ano todo no combate à Dengue e intensifica suas ações próximas ao Dia D, para alertar que o mosquito está presente e que todos nós precisamos agir para eliminá-lo”, finalizou Gilmara Breda.

    LEIA TAMBÉM

    Jundiaí liga o sinal de alerta contra o Aedes aegypti

    Etiquetas
    Mostrar mais

    Artigos relacionados

    Deixe uma resposta

    Botão Voltar ao topo
    Don`t copy text!
    Fechar
    Fale conosco